Gustavo Freire

GUSTAVO FREIRE PENELAS (1885 – 1948)

Gustavo Freire Penelas (1885 - 1948) nasceu em Lugo. Seu padrasto o iniciou no mundo da música e, em 1907, entrou no Conservatório de Madri. Após sete anos de estudo, ele começou a atuar em cafés e, finalmente, ingressou como violinista na Orquestra Sinfônica Nacional. Depois de um tempo de infortúnios marcado pela morte de sua mãe, sua irmã e seu padrasto, ele compôs as rapsódias “Festa na Tolda” e “Airiños”. Depois da guerra, ele retornou a Lugo e assumiu a orquestra do Círculo de las Artes, onde também ensinava música e oferecia concertos. Em 1943 compôs uma de suas obras-primas: “Non chores, Sabeliña”, zarzuela galega com texto de Trapero Pardo. Sua música é caracterizada por um forte senso da galeguidade e pela influência de formas antigas.

 

Tumba de Gustavo Freire no cemitério S. Froilão de Lugo

18 - Gustavo Freire - Romanza á Virxe dos Ollos Grandes